10 Dicas para Lutar na Crise

Em situações de crise, os empresários que desejam manter suas empresas vivas precisam pensar fora da caixa e criar estratégias para se adaptarem ao novo cenário. É claro que o desafio é grande, mas muitos daqueles que sabem tirar bom proveito da situação acabam crescendo e chegando a níveis que talvez não chegariam se o mercado continuasse calmo, sem exigir essa mudança. Em vez de se deixar abater pela CRISE, CRIE!

Continue acompanhando e saiba o que fazer para proteger o seu negócio e superar a crise sem se deixar enfraquecer perante os obstáculos.

10 Dicas para lutar na crise e manter a sua empresa viva

Para um empresário, a expressão “matar um leão por dia” faz todo o sentido, já que são muitos os desafios a serem enfrentados para empreender, principalmente no Brasil. Em épocas de crise, o leão se torna ainda mais feroz e, em vez de se deixar amedrontar, é preciso se tornar mais forte para vencê-lo. Veja, a seguir, dez ações que podem te ajudar nessa missão e comece a colocá-las em prática hoje mesmo.

1 – Verifique as receitas dos seus clientes

Entender qual é a situação atual dos seus clientes te ajudará a ter um panorama mais claro sobre como deverá direcionar suas ações daqui para a frente. Verifique o que tem de caixa para entrar, qual cliente não vai conseguir pagar e o que pode ser negociado. Faça isso considerando todo o período previsto para a duração da crise. Não tenha medo, encare esses números para saber exatamente o que precisa fazer durante esse tempo.

2 – Seja realista

Uma coisa é fato, todos são impactados por uma crise, mas é importante buscar olhar para a situação de uma forma que seja positiva para a sua empresa e encontrar novas formas de fazê-la funcionar. Nos casos em que os funcionários precisarem trabalhar na modalidade home office, por exemplo, é interessante adotar medidas para manter a equipe engajada, fazendo reuniões online para que cada um conte como foi o dia, o que produziu, dar sugestões. Encontre o equilíbrio entre otimismo e pessimismo, mantendo-se sempre realista, e isso irá nortear suas ideias.

3 – Revise as despesas

Momentos de crise pedem uma revisão das despesas, a fim de manter apenas o que é indispensável para que o negócio continue em funcionamento. Assim sendo, olhe como as contas estarão nos próximos meses e identifique itens em que pode mexer. Negocie preços e prazos de pagamento com fornecedores, de aluguel, revise gastos como máquina de café, equipe de limpeza, entre outros e veja o que pode ser reduzido. Se as contas estiverem em ordem, tome cuidado para não sangrar os seus fornecedores, que são parceiros importantes para a sua empresa.

4 – Não contrate

Crise deve ser sinônimo de contenção de gastos, desse modo, não contrate novos funcionários, a menos que haja a demanda por meio da conquista de novos clientes. Enquanto a equipe atual estiver dando conta do recado, mantenha-a como está.

5 – Antecipe férias

Alguns empresários veem a demissão de funcionários como a única saída para sobreviverem a uma crise, mas é importante lembrar que sem colaboradores-chave pode ser ainda mais difícil se recuperar após esse período. Nesse sentido, a antecipação de férias se mostra como uma ótima saída para ganhar tempo quando os membros da equipe estão ociosos durante o momento de instabilidade.

6 – Invista na aceleração do comercial

Evite que a crise gere desânimo em você e sua equipe, para isso, invista na aceleração do setor comercial da sua empresa. Trabalhe a questão do pipeline de vendas, analisando as etapas que vão desde o contato inicial com o lead até o fechamento, a fim de saber em quais aspectos deve concentrar seus esforços. Aproveite, também, para olhar as metas e trabalhar no digital, mesmo na crise essas ações são importantes para aquecer e deixar tudo pronto quando as coisas voltarem ao normal.

7 – Esteja atento aos impostos

Em momentos de crise, os governos costumam oferecer certos tipos de ajuda ao pequeno empresário, como a prorrogação para o pagamento de impostos, como o Simples Nacional e FGTS, por exemplo. Dessa maneira, é fundamental que esteja sempre em contato com o seu contador para estar por dentro e utilizar as ferramentas disponíveis.

8 – Não desista

Parece clichê pedir para que não desista e, por mais que seja, é sempre importante se lembrar disso. É desafiador, é difícil, terá momentos de incerteza e insegurança, mas quem desiste para no meio do caminho e deixa para trás algo que lutou muito para construir. Siga firme, você irá superar essa crise e aprender muito com ela.

9 – Mantenha o foco no fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o que costuma quebrar uma empresa e, portanto, merece boa parte da sua atenção. O ideal é ter um fluxo projetado para os próximos seis meses e focar na recuperação do período de baixa por conta da crise.

10 – Busque crédito

A antecipação de recebíveis é uma boa alternativa para empresas que precisam ter dinheiro em caixa. Consiste em antecipar, por meio de uma instituição financeira, pagamentos de clientes que seriam recebidos no futuro. É uma modalidade interessante porque, diferente do empréstimo, o dinheiro já é do negócio, o que acaba por reduzir os juros. De qualquer forma, é preciso estudar todas as possibilidades para tomar a melhor decisão.

Ser um empresário de sucesso não consiste em ter as melhores cartas na mão e sim jogar bem com as que se tem. Portanto, entenda como o seu negócio se relaciona com o momento de crise e encontre maneiras de se adaptar à nova situação.

Fonte: Marcus Marques

Compartilhe:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *